Eu não te amo mais!

Meu caro, sei que já lhe disse isso, sei que também fui muito boazinha em responder todas as suas mensagens depois de tanto tempo, de ter sido simpática e educada, ter rido de suas piadas novamente e brincado com você também. Aliás, não me arrependo disso, por que eu estava tranquila com minhas decisões, estava […]

Read More Eu não te amo mais!

Senhora N.

Senhora N. Eu te amo. Eu te amo muito. E também te odeio por te amar. Estou farto da necessidade que tenho de ti. Farto de toda a dor que esse sentimento me causa. Apenas eu saio machucado dessa relação que apenas eu mais uma vez nutro sozinho. Embora esteja eu farto da insuportável realidade que vivo […]

Read More Senhora N.

INDIFERENÇA

Não sinto fome Não sinto sede Não sinto tédio Não sinto amor Não sinto ódio Nem repulsa Nem nojo Nem horror Não sinto inveja Nem ao ócio Sinto falta De outros tempos Meu amor Oque resta Além da falta É a indiferença Que deixou Não sinto falta Da falta que me causou Oque sinto é […]

Read More INDIFERENÇA

Maresia | Marejar

Hoje eu decidi que quero escrever sobre as pedras no fundo do mar dos teus olhos, aquelas cinzentas, meio marrons, meio tristes que quando o mar está bravo soca revoltosamente. Aquelas águas profundas e profanas que eu gostaria tanto de descobrir como acalmar quando há tempestades fortes. Na verdade eu sei, por que meus olhos […]

Read More Maresia | Marejar

UM TIRO NO PÉ DA ACADEMIA – Como Mad Max Estrada da Fúria pode forçar a Academia a rever suas nomeações para a categoria de Melhor Filme

2016 começou ontem, mas já pode ser detido por homicídio doloso. Ainda não superei a morte de David Bowie e de Alan Rickman. Para quem saiu da caverna hoje, e não sabe quem são esses dois monstros, volta que ainda dá tempo, mas se quiser dar uma atualizada fique sabendo que Mad Max Estrada da […]

Read More UM TIRO NO PÉ DA ACADEMIA – Como Mad Max Estrada da Fúria pode forçar a Academia a rever suas nomeações para a categoria de Melhor Filme

Rascunho

Toco você Assim como toco Meu velho e oco violão Assim como a luz do sol Toca esse poema Da cor azul do teu céu Em meu coração Olhe para cá Com aquele velho sorriso Que me faz me perder Em um labirinto E me faz querer Fazer de ti versos Com minhas próprias mãos […]

Read More Rascunho

Juramento

O meu caminho torna-se cada vez mais solitário, pois estou cansado das muitas tentativas frustradas. Começo a pensar que o isolamento e a abdicação do amor é a saída desse mar de lágrimas que me vejo agora. As percas tornaram cíclicas; parece que elas tem um tempo predeterminado para ocorrer. Sempre a mesma história se […]

Read More Juramento

Ao Relento

Cansei de tomar essa chuva gelada nos ombros E a minha platéia está vazia Totalmente no escuro, estou cercada de um mundo mudo Dominado pela luz de apenas um poste na esquina e fumaça de cigarro de pessoas noturnas. Totalmente diferente de olhos já olhados e razões perdidas no passado Sentado aqui, num banco gelado […]

Read More Ao Relento

Déficit

Eu sempre sonho com você e você sempre me pede para que eu não desista, que eu não me canse, e não apenas de você, mas de tudo o que eu tenho que fazer, você sempre me lembra pra que eu não perca meu foco. É triste, por que você me beija e diz que […]

Read More Déficit

Recitador de Ilusões

A partir das vossas almas. Criei ilusões, amor e ódio. Ambos com pitada de dor. A única maneira que… Que nessa vida desaparecem as ilusões. Apenas através dos vossos refrões. Dois dias foram necessários Para que, viesse a acontecer Se encontrasse o amor. De olho em olho. Buscando a chave da alma. Flor em flor. […]

Read More Recitador de Ilusões

Rabisco

Não, não faça isso, não fique numa posição que eu te admiro, que eu gosto e faço questão de notar. Você esta longe do meu alcance, mas posso te dizer uma coisa, eu te esperarei o quanto você aguentar ficar longe de mim. Eu vou estar aqui no mesmo lugar onde me achou, te esperando […]

Read More Rabisco

Querida N.

Querida N. É desnecessário repetir que sinto muitíssimo a sua falta. É quase incontrolável a vontade que tenho de abandonar o nada que conquistei longe de ti e partir para ficar ao seu lado. A única coisa que me impede é o medo de não encontrá-la do jeito que a deixei, intocável. Sofro silenciosamente ao pensar […]

Read More Querida N.

Contraponto

Na mágoa, o olhar é sempre uma acusação Na felicidade, a desculpa dá margem a um sorriso No horror, uma lágrima estende as mãos No amor, um conflito une as almas Na paixão, o olfato desencadeia o prazer Na raiva, o grito silencia o desrespeito Na fé, o amém mortifica as dúvidas   Por: D. […]

Read More Contraponto