Sem categoria

Resenha: Finale – Becca Fitzpatrick

A gente sabe como começou Hush Hush, e agora terminamos mais uma serie fantástica, mais um ciclo e estamos com aquela famosa ressaca literária, aquela depressão que fica depois que o livro termina.

tumblr_inline_o340my7lfa1sulfcd_500

Eu, Nini, redatora e dona do Estação Imaginária posso dizer que esse com certeza é um livro que me marcou muito e uma série de livros que entrou para os meus favoritos e top recomendados a quem gosta do gênero. Então vou falar um pouquinho sobre o ultimo livro dessa série que me até o final foi minha melhor companheira e entendedora.

Capa_finale

Em Finale, ultimo livro da série Hush Hush por Becca Fitzpatrick, Nora agora tem uma nova missão, uma em que ela é obrigada por pacto a levar para frente ou tanto ela quanto sua mãe morrem. Agora como nephilim ela se vê na missão de levar o exército de nephilins de seu pai Hank Millar a guerra contra os anjos caídos. O que é difícil, pois seu namorado Patch é um anjo caído. Nora se fortalece, tenta conquistar seu exército e até cria novas estratégias para conquistar o coração daqueles que não a aceitam no lugar de Hank, há várias controvérsias, brigas, a escola que não pode ser deixada de lado e até Scott que jura ajudar e proteger Nora. Eu realmente não posso falar mais do que isso ou literalmente estarei contando o livro todo e nós todos sabemos como minhas resenhas são muito longas. Então se você leu até aqui, se leu Hush Hush e pensou em parar, ou não leu ainda, eu tenho um conselho: não pare!! Continue, não desista, leia. Mesmo que depois você não goste.

Eu tenho que dizer que não tinha grandes expectativas quando comecei a ler e me surpreendi muito quanto fui lendo e lendo e lendo, até perceber que aquilo me impressionava a cada linha que lia. Mesmo em Crescendo onde passei grande parte da minha raiva com Patch, não desisti e percebi muitas coisas sobre o livro. Foram momentos de risos com a Vee, amor e ódio com o Patch, uma torcida enorme por Nora, minha raiva pela vaca da Dabria e a Marcie, toda a trama que Becca criou para estes personagens, interligados, foi uma boa trama, eu nunca li um livro sobre anjos como esse e com certeza tem as minhas cinco estrelas e minha aprovação.

Fiquem com o trailer book abaixo caso minha opinião de nada tenha valido até agora!

ATENÇÃO: RESENHA COM SPOILER A PARTIR DAQUI

Ok, vamos lá, o que eu achei desse desfecho de Hush Hush?
A minha resposta está na foto abaixo:

foto para resenha de finale

Sim!! Essa foi a minha exata reação antes de chorar por um longo tempo pelo final do livro, o que era esperado, eu já esperava, mas fiquei muito mais feliz em saber que o desfecho que eu esperava era aquele. Me comoveu de certa forma e eu adorei toda a serie, cada partezinha dela, como dito antes.

No começo do livro, conhecemos Dante, eu não sei como vocês o imaginam, mas pra mim ele é um ruivo de cabelos longos e eu fiquei extremamente apaixonada por ele, do começo ao fim, mesmo ele aprontando loucuras para a Nora e fazendo tudo o que fez. Me perdoem, mas cheguei até cogitar um ship entre Nora e Dante ❤
E para o meu gosto, logo eles começaram a namorar de mentirinha no começo do livro para que Nora impressionasse mais a sociedade nephilim e eles tivessem mais confiança nela. O que era péssimo para Patch, pois ele tinha que se manter longe de Nora e eles quase não se falavam mais por segurança.
Enfim, Nora é sequestrada logo de cara, logo depois que anuncia o termino entre ela e Patch aos nephilins. Ela é sequestrada por sua própria raça que diz que não confia e não aceitam ela , que ela não tem nem forma de nephilim para ser alguma coisa. Ela da um jeito de escapar, mas não sabe como voltar e Patch a acha, diz que colocou um rastreador nela e então Nora volta de moto com ele.
Pulando um pouco essa parte, Nora começa a treinar com Dante sempre de manhã, eles correm por quilômetros dentro de uma mata perto da casa de Nora e depois treinam truques de mente, possessão, entre outras coisas. Dante também apresenta as bebidas com artes do mal a Nora, que depois de um tempo a se negar a beber o liquido azul a deixa viciada logo de cara, pois a deixa mais forte e ela realmente quer ajudar os nephilins a se defenderem no cheshvan contra os anjos caídos. Ela até faz um truque de mente com Patch para não tomar o antidoto, pois levou uma facada de Blakely, e a faca estava enfeitiçada com artes do mal.
A história decorreu a partir disso, treinar, fugir de anjos caídos, ingerir artes do mal e também temos o arcanjo Pepper que tem sido ameaçado pelo abuso de viver no mundo como arcanjo e fazer o que quiser. Esse arcanjo, ele me deixou totalmente com raiva, ele aparecia sempre que não devia, até tentou sequestrar Nora no intuito de chegar até Patch, o que não deu certo. Tirando ele ser idiota demais durante o livro até no final.
Enfim, também temos Marcie que resolve se mudar pra casa de Nora, dizendo que ela e a mãe tiveram essa ideia por que deveriam ficar um tempo afastadas, mas nós sabemos o que ela realmente queria, se implantar no meio dos segredos de Nora para saber o que havia acontecido com seu pai ou simplesmente por que estava do lado de Dante. Ela foi só uma pedra no sapato durante Finale, atrapalhou de todas as formas possíveis nos planos de Nora, mas me surpreendeu no final, não por que fez algo de bom, mas justamente por que fez algo de ruim.
Outra pedra no sapato também foi Dabria, alguém me lembra por que ela não morreu logo em Sussurro? Por que olha o mesmo ódio que Nora nutre por ela é o mesmo que eu. Dabria Greene é outra que só atrapalhou ficando perto de Patch, pondo em dúvida os caminhos que Nora seguia ao lado dele. Dante até mesmo mostrou fotos do beijo fatal dos dois no carro, o que deixou Nora arrasada e criou uma grande confusão que no final foi esclarecida. Eu senti aquilo nos ossos, pra ser bem sincera. Mas a verdade é que o que mais gosto em Patch é ele não ser o mocinho e nem o vilão, ele simplesmente é o que é, ele é como alguém real, que não precisa mostrar nada a ninguém, não deve nada a ninguém e faz o que quer, na hora que quer, do jeito que quer e tudo sempre por Nora.

“Sempre que a dúvida e a tristeza invadiam minha mente, tudo o que eu precisava fazer era pensar nele. Não sabia se tinha feito a melhor escolha todas as vezes, mas de uma coisa eu não tinha dúvida: tinha acertado com relação a Patch. Não podia desistir dele. Nunca.”

Acredito que tudo sempre foi por Patch e por Nora, acho que todo o livro foi uma luta para que um pudesse ficar junto do outro sem mais nenhuma objeção como a mãe de Nora, que não gostava de Patch, como Vee que também era contra o namoro e no final acabou sendo a pessoa que mais apoiava Nora a não desistir.
Então, ciente dos planos de Dante, que era quem ameaçava Pepper, e queria destronar Nora ajudando os anjos caídos, Nora e Patch criaram um plano para que os nephilins acreditassem em Nora e a apoiassem. Eles fizeram Pepper roubar todas as penas de anjos caídos do mundo e um punhal encantado para matar Dante, então Patch ensinou Nora a lutar com espada e o duelo contra Dante estava marcado para o amanhecer. Pepper havia trazido as penas, mas quando Nora chegou no antigo estúdio de Patch no Delphic, todas elas queimavam, inclusive a de Patch que mesmo com ajuda de Scott não foi encontrada. Mas a grande culpada de tudo havia sido Marcie, ela havia se unido a Dante e posto fogo nas penas e com um detalhe: ela sabia que Nora havia matado Hank Millar.
Depois disso a gente sabe muito bem o que aconteceu, todos os anjos caídos e até mesmo Patch haviam sido trancado no inferno e Nora não suportava a ideia, não conseguia aceitar que tinha perdido seu grande amor para sempre. Então nada mais importava, o duelo com Dante, a guerra dos nephilins, sua vida. Ela simplesmente se trancou no apartamento de Patch e apenas chorou o quanto pôde.

“Cedi ao sono. Os sonhos eram o único lugar em que podia encontrar Patch, Agarrar-me a uma lembrança irreal era melhor do que viver sem ele. Deitada encolhida em sua cama, cercada por seu cheiro inconfundível, evoquei as lembranças dele para me assombrar.”

Não demorou muito para que Vee conseguisse tirar Nora da cama para o duelo, e com muita relutância. A infalível cena do balde de água gelada foi a principal característica da cena e quando Nora decidiu que seria corajosa e faria valer a pena e foi ao cemitério para o grande duelo entre ela e Dante, algo de muito surpreendente aconteceu: os anjos caídos foram soltos do inferno. Plano de Dante para massacrar os nephilins e liderar os dois exércitos juntos. Infelizmente nosso querido Scott morre nessa batalha defendendo Nora de Dante e assim que a cena se desenrola aos olhos da nossa querida Grey, ela é tomada por um poder de raiva por Dante ter matado seu melhor amigo e ela simplesmente consegue possuir o corpo de dante e assim obter o sucesso de sua morte.

“Seu olhar frio brilhava de triunfo.
Minha mandíbula se abria e fechava em vão. O rosto implacável de Dante começou a se granular, como a imagem de uma TV antiga. Sobre seu ombro, um anjo de pedra me observava com interesse.
Quis rir. Quis chorar. Então era isso que significava morrer. Entregar-se.
Eu não queria me entregar.
Dante comprimia minha passagem de ar com o joelho, esticando-se para o lado para pegar a espada.
Encostou a ponta sobre meu coração.
Possua-o. O anjo de pedra parecia ordenar tranquilamente. Possua-o e o mate.
Patch?, me perguntei de maneira quase sonhadora.
Agarrei-me à força que senti por acreditar que Patch estava por perto, me observando, e parei de resistir. Abaixei meus dedos que arranhavam Dante e relaxei as pernas. Sucumbi a ele, mesmo que isso parecesse uma coisa covarde, como se reconhecesse a derrota. E foquei meus pensamentos em gravitar em sua direção.
Uma estranha sensação de frio ondulou pelo meu corpo.
Pisquei, vendo o mundo através dos olhos de Dante. Olhei para baixo. A espada dele estava nas minhas mãos. Em algum lugar bem fundo dentro de mim, sabia que Dante estava rangendo os dentes, proferindo sons de gelar o sangue, uivando como um animal infeliz.
Virei a espada na minha direção. Apontei-a para o meu coração. E então fiz uma coisa surpreendente.
Caí sobre a lâmina.”

Então o que a gente menos espera (hahaha aposto que alguém achou que seria o contrário) acontece. Descobrimos que o detetive Basso é na verdade um arcanjo disfarçado. Aquele policial que a série toda ficou perseguindo Nora, estando em todos os lugares em que ela se metia. Eu pelo menos fiquei de queixo caído quando essa revelação no livro aconteceu, eu nunca esperaria por isso, apesar de ter me passado pela cabeça uma vez, mas logo espantei o pensamento pensando ser só um policial careta que encanou com a Nora. Ok, não era nada disso e eu não consigo superar até agora que seja real.

“— Você conseguiu.
Eu me virei, instintivamente apertando a adaga com mais força. O detetive Basso enfiou as mãos nos bolsos, um sorriso cruel brincando em seus lábios. O cachorro de rua sarnento que tinha salvado minha vida alguns dias antes estava sentado fielmente ao lado dele. Os olhos amarelos e selvagens do cão me contemplavam. Basso se abaixou, acariciando o pelo sujo entre suas orelhas.
— Ele é um bom cão — disse Basso. — Quando eu for embora, vai precisar de um lar.
Dei um passo cauteloso para trás.
— O que está acontecendo aqui?
— Você conseguiu — repetiu ele. — As artes do mal foram erradicadas.
— Diga que estou sonhando.
— Sou um arcanjo.
Os cantos de sua boca se curvaram de maneira quase constrangida, mas não exatamente.
— Não sei o que dizer.
— Estou trabalhando disfarçado na Terra há alguns meses. Suspeitávamos de que Cahucey Leageis e Hank Millar estivessem evocando as artes do mal, e era meu trabalho ficar de olho em Hank, em seus negócios e sua família… incluindo você.
Basso. Um arcanjo. Trabalhando disfarçado. Balancei a cabeça.
— Ainda não entendi direito o que está acontecendo aqui.
— Você fez o que eu vinha tentando cumprir. Acabar com as artes do mal.
Digeri aquilo em silêncio. Depois do que eu vira nas últimas semanas, nada me surpreenderia facilmente. Mas aquilo com certeza tinha conseguido. Era bom saber que eu ainda não estava completamente insensível.
— Os anjos caídos se foram. Não vai durar para sempre, mas aproveite enquanto pode, o.k.? — resmungou ele. — Estou fechando esse caso e voltando para casa. Parabéns.
Meu cérebro mal o ouvia. Os anjos caídos, eles se foram. Eles se foram. Aquelas palavras pareciam abrir em mim um buraco sem fundo.
— Bom trabalho, Nora. Ah, e você vai gostar de saber que Pepper está sob nossa custódia e que estamos cuidando dele. Ele alega que foi você quem o fez roubar as penas, mas vou fingir que não o ouvi. Uma última coisa. Considere isso uma espécie de agradecimento: faça um corte bem no meio da marca em seu pulso — disse ele, gesticulando com a lateral da mão como se serrasse o próprio pulso.
— O quê?
Ele abriu um sorriso de sabedoria.
— Pelo menos uma vez, apenas confie em mim.
E desapareceu.”

De toda forma, Patch acabou voltando e todos os anjos caídos que haviam jurado lealdade a Dante para saírem do inferno, tinham morrido junto dele, menos Patch que não havia jurado nada e quando Nora o encontrou em meio a anjos mortos e nephilins feridos e mortos também, ela correu para ele e Patch fez um juramento de amor a Nora. O que me fez chorar rios com a cena.

“— Quero acordar com você todas as manhãs e adormecer a seu lado todas as noites — disse-me Patch em tom sério. — Quero protegê-la, amá-la e cuidar de você de um jeito que nenhum outro homem jamais poderia. Quero mimá-la… cada beijo, cada toque, cada pensamento meu, tudo isso lhe pertence. Vou fazê-la feliz. Todos os dias. — O anel muito antigo que ele segurava entre os dedos captou a luz do sol, refletindo um brilho prateado. — Encontrei este anel pouco depois de ser banido do paraíso. Eu o guardei para me lembrar de que minha sentença era infinita, de que uma pequena escolha pode ser eterna. Guardei-o por muito tempo. E agora quero que fique com ele. Você pôs fim ao meu sofrimento. E me deu uma nova eternidade. Seja minha, Nora. Seja meu tudo.
Mordi o lábio para conter um sorriso que ameaçava se abrir em meu rosto. Olhei para o chão, para ter certeza de que não estava flutuando.
— Patch?
Ele raspou uma beirada áspera do anel na palma da mão, e um fino rastro de sangue surgiu.
— Juro, Nora Grey, neste dia, e de agora em diante, me doar a você. Eu sou seu. Meu amor, meu corpo, minha alma… eu os entrego a você e os dedico à sua proteção. — Ele estendeu o anel, uma oferta única, uma promessa irrevogável.
— Patch — sussurrei.
— Se eu falhar, meu próprio sofrimento e pesar serão meu castigo eterno. — Seus olhos se prenderam aos meus, com franca sinceridade. Mas não vou falhar, Anjo. Não vou decepcioná-la.
Aceitei o anel, pronta para talhar a palma de minha mão tal como Patch fizera. E então me lembrei do conselho enigmático de Basso. Deslizei o anel e fiz um corte na marca de nascença em forma de lápis na parte interna de meu pulso — uma marca de minha herança nefilim. O sangue vermelho-vivo manchou minha pele. Encostei firmemente a incisão em meu pulso contra a mão de Patch, sentindo um formigamento quente na região em que nosso sangue se misturou.
— Juro a você, Patch, aceitar seu amor e cuidar dele. E, em troca, dar-lhe meu corpo e meu coração… tudo o que possuo, entrego a você. Eu sou sua. Completa e totalmente. Me ame. Me proteja. Me complete. E prometo fazer o mesmo.”

Ai gente é muita emoção pra um final feliz assim. E, claro, não para por aí. O maior desejo de patch durante toda a série se tornou realidade, ele finalmente pode ter sensações humanas, sentir os toques e poder tocar também. É como eu disse, tudo o que eu esperava acontecer, simplesmente aconteceu e isso em emocionou de uma forma que não sei se é possível descrever. E foi a coisa mais linda do mundo, cada momento que passei lendo essa serie até esse final épico.

“Ele colocou o anel em meu dedo.
Patch, então, fez um movimento inesperado, como se seu corpo tivesse recebido uma carga de alta tensão.
— Minha mão — disse ele, em voz baixa. — Minha mão está… — Ele fitou meus olhos, a confusão ficando cada vez mais evidente em seu rosto. — Está formigando na região em que nosso sangue se misturou.
— Você está sentindo — falei, espantada demais para acreditar que podia ser verdade. Com medo de elevar minhas expectativas. Apavorada com a ideia de que aquilo fosse acabar, e o corpo dele de novo deixasse de sentir o meu.
Não. Aquele era o presente que Basso havia me dado.
Patch, um anjo caído, podia ter sensações. Sentir todos os meus beijos, cada toque. Meu calor, a intensidade de minhas reações ao corpo dele.
Ele fez um som que era uma mistura de risada e gemido. Seus olhos se iluminaram com admiração.
— Eu posso sentir você.
Suas mãos percorreram meus braços, explorando apressadamente minha pele, segurando meu rosto. Ele me beijou com força e estremeceu de prazer. Então me pegou nos braços, e eu gritei de alegria.
— Vamos dar o fora daqui — murmurou ele, os olhos ardendo de desejo.
Passei os braços em volta de seu pescoço e aninhei minha cabeça em seu ombro. O corpo dele era uma certeza sólida, um contraponto quente. E agora ele podia me sentir também. O calor da expectativa abrasou minha pele.
Então era isso. Juntos. Para sempre. Ao deixarmos tudo para trás, o sol aquecia minhas costas, iluminando o caminho à nossa frente.
Não havia presságio melhor do que aquele.”

Eu que o diga Nora Grey!!

tumblr_ms7or416TS1rjm9iwo1_500
Enfim, essa foi a minha melhor felicidade, esse livro simplesmente incrível, não tenho outra palavra senão esta para defini-lo e só concluindo, ainda temos o casamento de Vee que se mudou e finalmente conseguiu um boy que não aprontasse com ela ou acabasse morto.

Este foi o desfecho de Finale. Se você também leu e gostou, compartilhe conosco. Aliás, compartilhe todos os seus pontos de vista, sentimentos, o que achou conosco. Esse livro realmente fez uma grande diferença pra mim e eu espero que a tia Becca realmente venha futuramente a fazer uma série ou um filme de Hush Hush. Esse será um sonho realizado ❤

tumblr_mvtgegxa9f1riz0oko1_r1_500

Beijos pra quem fica :*
E até a próxima resenha!!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s