Sem categoria

Resenha: Unforgiven:O Livro de Cam – Lauren Kate

O Livro de Cam, é aquele livro que a gente já sabe qual vai ser o final e sabe que vai ser feliz logo na primeira linha. Mas que deixa um belo ponto de interrogação (???) para o futuro dos principais personagens dessa trama: Cam e Lilith.

foto para resenha unforgiven

Antes que esse post se inicie de forma assustadora, devo pedir desculpas pela foto, meu braço parece ter 2 metros (hahaha) mas eu gostei e era a única que eu tinha com o livro, então está valendo.

Vou começar falando o que achei do livro, acho, na verdade, que essa é a parte mais importante da resenha do que de fato o restante dela, pois é aqui que convenço (ou não) cada leitor mergulhar na leitura. Palavras tem poder! Minha mãe já dizia isso.

Bom, eu gostei do livro, na verdade já era de se esperar do talento de Lauren Kate e sua narração perfeita, levando em consideração que eu prefiro mil vezes uma leitura em primeira pessoa do que terceira. Mas cada autor tem sua característica e não critico a lady Kate por ter a sua, na verdade acredito, esta, ser a característica principal do texto dela que dá sua originalidade ao livro e aos demais protagonistas que atrai seus leais fãs. Contudo, eu esperava ainda mais da autora. Como vimos em fallen, um romance épico e um amor inabalável, eu estava crente de que ia achar isso em O Livro de Cam também, e eu não teria comprado o livro de antemão se soubesse o quão decepcionante ele é quando se trata da história de Cam e Lilith.

Eu não diria necessariamente decepcionante, mas depois que você lê uma saga toda, perfeita e bem elaborada da mesma autora, você espera mais das outras obras, alternativas a saga que, de alguma forma, dão um jeito de contar a vida de outros personagens. E como Cam, sendo sempre meu personagem favorito, eu achei que esse livro está bem abaixo do esperado. Não me julguem, mas as minhas expectativas caíram lá embaixo quando comecei a ler, tanto que demorei para terminar o livro, pois ele simplesmente não me manteve presa e ligada à história, esperava bem mais da autora na construção dos personagens e do livro, apesar de frases lindas e bem elaboradas.

Pra vocês se situarem o livro conta basicamente da redenção de Cam com um amor do passado,Lillith.  Ele é levemente citado em fallen, pra quem se lembra. Então Cam volta para tentar reconquistar esse amor e para isso ele fecha um acordo com o próprio diabo, que aliás não da sossego pra ninguém durante toda a narrativa do livro. Durante todo o livro, vai parecendo impossível reconquistar o coração de Lillith, já que a garota vive um inferno interminável e odiada por todos ao seu redor. O mundo parece não ter mais esperança para ela e a música é tudo o que pode unir os dois personagens no final.

ATENÇÃO: TEXTO CONTÉM SPOILERS

bebes que chegaram hoje II - 1

Bem, explicando melhor o por que do livro não ter me convencido muito: é uma história de amor, mas não é como fallen, óbvio, e não é por isso que julgo o livro ruim. Ele não é de todo ruim, apenas esperava um pouco mais dele, conhecendo a autora.
Mas vamos lá, pontos positivos do livro:

  1. Cam realmente estava tentando conquistar sua ruivinha dona de um coração grande e apaixonada por música; Inclusive com a ajuda de Ariane e Rolland que resolveram aparecer no final da história para ajudar, o que me deixou contente, pois ambos dão mais humor e vida ao livro. Eu já estava me perguntando quando eles resolveriam dar as caras.
  2. Cam “salvou” a vida do irmão de Lillith; Não apenas isto, ajudou muitas pessoas que não tinham onde viver e o que comer e isso convenceu Lillith e os amigos de que Cam era uma boa pessoa (ou bom anjo);
  3. Cam incentivou Lillith com a música e não ter vergonha de si mesma; Me faz lembrar de uma cena em que Cam usava o computador da biblioteca para enviar a canção de Lillith ao seu músico favorito e lendo a canção Cam chorou, achei a cena emocionante, principalmente por que no livro a lágrima de um anjo caído é ácida.
  4. Deu todas as oportunidades para que Lillith se sentisse melhor e confortável em relação a si mesma, a sua música, e gerou mais confiança a garota que a vida toda acreditava ser uma ninguém, quando ela mesma tinha mais capacidade que qualquer outra pessoa de realizar seus sonhos.
  5. Cam aproximou as pessoas de Lillith, fazendo com que ela, pela primeira vez na vida, tivesse amigos e sua própria banda;

Acho que esses foram os pontos mais fortes de toda a história no sentido positivo, pelo menos que eu achei relevante, já que o nosso principal protagonista realmente estava tentando, mesmo que, caindo nas ciladas do diabo para que desistisse ou Lillith o odiasse ainda mais.

Pontos negativos do livro:

  1. É um pouco confuso quando no final Cam e Lillith são libertos de um globo de neve, revelando que aquele mundo que eles habitavam não existia, era apenas um inferno pessoal de Lillith, fica a pergunta boiando na mente: onde eles estão depois disso? O que vai acontecer com ambos? Terá uma continuação? Bem, esse é o fim e não há nenhuma resposta para qualquer pergunta que eu faça. É só isso? Sim, meu caro leitor, é só isso!!
  2. O personagem Lúcifer é muito chato, não que ele devesse ser legal, mas pelo menos no quesito de atormentar Cam e Lillith ele não serviu para muito, achei que ele poderia ter feito mais do que causar discórdia entre o casal, senti uma falta de ironia em suas falas.
  3. Cam foi facilmente perdoado no final; aliás facilmente perdoado durante o livro todo, mesmo a maioria das coisas não serem culpa dele. Achei muito bipolar esse final, uma hora Lillith estava se lembrando de quando Cam a abandonou no casamento, gritando com ele e lançando seu ódio pra cima dele e no outro ela simplesmente estava o perdoando e dizendo que o amava. Eu gostaria que Cam tivesse mais poder para convencer, que Lillith não fosse tão simples de perdoar e até mesmo esperava por alguma aparição que fizesse algo surpreendente, mas… nada aconteceu, ok, aceita que dói menos.
  4. Como dito antes, Cam foi muito facilmente perdoado, acho que era preciso mais do que surpresas e jogo de palavras para convencer Lillith a perdoá-lo, gostaria que tivesse sido um pouco mais difícil.
  5. Previsível, o livro todo foi previsível e não teve nada de surpreendente além de algumas frases bonitas, trechos depressivos e os flashbacks de Cam e Lillith quando se conheceram, nada além do esperado.

Bem, não há muito o que falar sobre o livro, já listei os pontos que mais gostei e os pontos que menos gostei. Ainda assim, uma leitura de Lauren Kate que eu recomendo, mesmo não tendo me convencido muito ou eu esperando mais de uma obra que leva o título de Saga Fallen. Peço perdão a quem amou de paixão, afinal, não se pode agradar a todos os paladares e isso é fato. E é importante cada um respeitar, claro. Espero que quem leu tenha gostado e deixe nos comentários o que achou, se você concorda ou não com meu ponto de vista e por quê ❤

Uma boa leitura a todos e até a próxima 😀

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s