Locomotiva Literária

Resenha: O Segredo de Ella & Micha – Jessica Sorensen

O segredo de Ella & Micha é um livro pra quem gosta de adrenalina, espírito competitivo, velocidade com uma pitada de desejo, emoção e paixão. este livro é para o público de coração forte.

resenha ella e micha 1

Há uns anos atrás quando esse livro era lançamento, eu li a sinopse e achei a história leve demais (o que me levou a desistir de ler), a menina que perde alguém e foge enquanto o bad boy vive a sua procura. O que posso dizer? Eu sempre estive a procura de histórias mais trágicas, mais fortes e acabei me descobrindo ultimamente em livros como Ella e Micha, tomei a coragem e li esse livro, resultado? Amei! E como consequência a mais desenvolvi um amor literário pelo Micha rsrsrs, eu diria que ele é o bad boy dos sonhos de qualquer garota que ama leitura. E Ella também não deixou a desejar, eu a achei incrível com uma paixão por carros, rali, brigas e cheia de totais problemas e que no final deixou o controle de lado e se mostrou a verdadeira garota do livro.

“Espelhos enxergam além da imagem. Sabem quem eu fui; uma garota que falava alto, negligente, que mostrava ao mundo o que sentia. Não havia segredos.”

Este livro, basicamente conta a história da nossa protagonista Ella May com o nosso bad boy favorito Micha Scott (ok, não tão bad boy assim). Ella teve alguns problemas, perdeu a mãe e se vê culpada e forçada a deixar sua antiga vida para trás e seguir em frente. Longe de seus amigos, longe de sua família, de sua cidade, de seu lar.
Ella vai para a faculdade e retorna meses depois, totalmente mudada, onde reencontra seu melhor amigo de infância: Micha; que tentou a todo custo encontrá-la nos meses em que ela havia sumido sem dar as caras de onde estava e o que estava fazendo. Ela parece diferente e todos parecem tentar trazer a antiga Ella de volta, inclusive sua melhor amiga que a acompanha durante toda a história começa a conhecer partes do passado de Ella que a amiga ocultava, como o fato sobre amar carros e velocidade. Aos poucos vemos um crescimento no romance entre Ella e Micha e é com certeza um bom livro, com textura agridoce e leve, para se ler durante as férias.

resenha ella e micha

Muito bem, quero agradecer primeiramente por todos vocês terem chegado comigo até aqui, sem vocês, todos TODOS o blog não teria sobrevivido aos primeiros seis meses de vida. E é claro, a todo o sacrifício da equipe em manter essa bodega literária funfando. Então, vamos lá?

Deixe-me alertá-lo, meu amado leitor, que a partir daqui, não definitivamente daqui, mas após o aviso de spoiler, irei demonstrar meu ponto de vista sobre o livro, sua história e seus personagens. Então, se você não leu ainda o livro, recomendo não prosseguir daqui em diante, mas se você já leu, recomendo que prossiga e divague comigo ao final do post suas opiniões. Muito obrigada pela visita e um grande beijo no ❤

ATENÇÃO: CONTÉM SPOILER

O que me chama originalmente a atenção para o livro de Jessica Sorensen não é o simples fato de ser uma daquelas histórias clichês em que a garota se envolve em algo que a faz se sentir culpada pela eternidade e depois some da vida de todos enquanto o bonitão literário tenta caçá-la de todas as formas. O que me chama atenção, na verdade, nesta obra norte-americana, é o fato de que o livro fala sobre rachas, pura velocidade, adrenalina bombeando com sangue. Isso mesmo!!

Se você está se perguntando se lembra a fast and furious, está enganado, não lembra nada deste universo, é por isso que é tão bom e único, por que ninguém, até agora escreveu como Jessica Sorensen uma história como essa, que, comovente e divertida, nos faz querer reler.

“-Não quero que pare sua vida porque não estou mais aqui.
-E eu não quero que você esteja em outro lugar que não seja aqui.”

A personagem Ella é uma garota que depois da morte da mãe, a qual ela ficou culpada e se tornou um mártir para si mesma durante todo o livro, se tornou outra garota. Uma pessoa mais certinha, que não briga com ninguém, não disputa mais rachas e foi para a faculdade. Ela é outra garota, até mesmo evita espelhos para não se lembrar da mãe. Resumindo toda a história, a mãe tinha transtorno bipolar e se matou enquanto Ella deveria a estar vigiando e saiu escondido com Micha. Talvez seja culpa dela sim, mas acredito que em partes, mas por outro lado, podemos culpar um adolescente que foi obrigado a crescer sozinho e a se virar sozinho, a se tornar um chefe de família de se divertir quando tem a chance?
Por isso, Ella se tornou alguém que não é, viciada em auto controle e até mesmo esconde todo essa passado de sua amiga Lila, com quem divide um quarto na faculdade e rapidamente se tornou sua grande comparsa da vida e aos poucos, quando Ella retorna para sua cidade, vai descobrindo quem realmente é a amiga.
Eu acho loucura Ella pensar que deveria esconder todo seu passado de Lila por medo dela se afastar por ser a única amiga mulher que já teve. Mas quem de nós já não passou por uma situação parecida? Quem de nós já não escondeu certas coisas para que as pessoas não se afastassem de nós? O que quero dizer é que, esta personagem é totalmente humana, as emoções, as atitudes, os sentimentos que ela tem por Micha, que inclusive são recíprocos e ela quase se põem em dúvida sobre eles. Esses sentimentos são deixados bem claro por ambos durante todo o livro mediante as ações dos protagonistas, e até mesmo são ditos, no que resulta num bom relacionamento entre eles, mas Ella ainda tem seus problemas que deve resolver: um irmão que a odeia e a culpa e que ainda por cima irá se casar, um pai bêbado que passa os dias no bar e chorando pela morte da esposa e ainda a faculdade, já que o verão logo acabará e ela terá de voltar aos estudos e ficar longe de Micha.

“Quando a vi naquela noite, eu me senti completamente impotente, sem saber o que fazer. Adorava poder ajudá-la; se você caísse do telhado e precisasse ir ao hospital, ou se necessitasse de ajuda para subir em árvore… Sempre tive isso comigo, desde que éramos crianças. Adorava cada segundo ao seu lado. Mas, naquela noite, não havia absolutamente nada que eu pudesse fazer para ajudá-la. Nunca mais quero me sentir assim. – Ele respira fundo e solta o ar aos poucos. -Eu amo você, Ella May, e nada vai mudar isso. Nada. Pode me afastar, fugir, mas ainda assim vou amá-la.”

Pra compensar tudo isso, Micha também é procurado pelo pai que o abandonou na infância e vemos altos picos de estresse elevados com o personagem, inclusive há uma parte em que Ella e Micha brigam por que ele estava bêbado e não tinha contado o que havia acontecido.

“-Eu te amo.
Ele sorri, e antes de grudar seus lábios nos meus, cochicha:
-Também te amo. E muito!”

Todos ali tem problemas a serem resolvidos, eu gosto deste livro por se tratar de personagens reais. Eu pensava que seria aquele clichê que eu logo me arrependeria de ter lido, mas acabei me surpreendendo até mais do que esperava. Como Ella e Micha vão tratar de suas vidas após ficarem juntos neste final, como irão sobreviver a distância, uma vez que Micha também concordou em por os pés na estrada e ir tocar música com a amiga Naomi (que por sinal é uma vaca) e como será todo o processo de superação do passado de ambos os personagens vamos ter de descobrir no próximo volume: O Para Sempre de Ella & Micha (que aliás, é bem revelador).

Um beijo pra quem fica e uma ótima leitura ❤

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s