Plataforma dos Sonhos

In my perfect world you’re happy with me…

14218138_10210518752111412_691374504_n

Às vezes quando ouço a chuva cair lá fora e está tudo tão calado durante a noite que é quase insano pensar. Quando não posso ouvir mais nada além de um sussurro em meio a escuridão, eu posso sentir que estou tão perto e ao mesmo tempo tão longe de ser tocada.
Eu posso sentir a imensidão da alma.
É quase como se pudesse vê-la se materializando bem diante dos meus olhos, e eu me rendo à utopia por que estou quebrada por dentro, eu me rendo à utopia por que estou acorrentada dentro de mim mesma e é sufocante, como se eu não pudesse mais respirar.
Sentir porque às vezes estar preso dentro de você mesmo pode ser tão claustrofóbico quanto um quarto sem janelas, e o único jeito de ser livre é estar com você em meio às chamas, onde você pode ouvir o som da minha alma por tudo, decifrá-la como hieróglifos e eu sei que sou a única que você pode ler, que você pode sentir. E é tranquilizador, é como se eu pudesse voar, é como se eu fosse transcendental, é como se eu fosse infinita e eterna. Eu gostaria de ser infinita e eterna agora, quando estou deitada no meio do escuro pensando no espaço que não há mais para mim em qualquer lugar. O que isso pode parecer? Quão meramente fodido isso pode estar?
Oh, por favor, eu quero respirar novamente, eu quero respirar o ar limpo e puro que sua boca exala quando inala para dentro. Porque essa, para mim, é a cura, isso para mim é quebrar as correntes que me prendem à todas as cicatrizes ainda feridas.
Me cure, me leve com você, bruxo. Me deixe enfeitiçada novamente porque sou uma dependente. Você sente? Você pode me sentir? Eu estou caindo novamente e eu me pergunto: quando serei salva? Quando salvarei você?
No mundo perfeito que eu criei, você era feliz comigo e eu não sei mais de nada por que em minha mente há tanta confusão incompreensível que eu mesma não me entenderia se fosse você. Como posso continuar? Bruxo, me responda, você é um demônio que minha mente projetou para que eu me auto flagelasse ou você realmente me ama?
Estou trancada a sete chaves dentro da dama de ferro que são teus braços. Tortura, eu sou tão mortal quanto o inferno e você não me corta, você me salva de mim mesma dia após dia desde que tenho vivido.

Fotografia: #Rodrigo Aquino

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s