Locomotiva Literária

Resenha: Cidade dos Etéreos & Biblioteca de Almas

Crianças, hoje vamos falar de dois livros de uma vez! Depois de O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (ufa!), vamos de Cidade dos Etéreos e Biblioteca de Almas, as sequências do primeiro. Não aguentei e tive que ler correndo para saber como acaba a saga dos peculiares. Bem, digamos que, poderia haver diversas novas histórias, mas esse episódio chegou ao fim e estou torcendo para que o autor, Ransom Riggs, nos presenteie com novas histórias. Bom, vamos às resenhas, com aquele aviso de sempre: cuidado com spoilers. Tento não ser muito estraga prazeres, mas nunca se sabe quando você vai se sentir spoilerizado!

Começando por Cidade dos Etéreos, o livro começa exatamente onde termina o primeiro. Eles deixando a ilha de sua fenda no País de Gales e partindo rumo a sabe-se as aves onde (eles usam muito isso ;)) para tentar curar a senhora Peregrine, presa em sua forma de ave, sabe-se as aves porquê. Enfim, e lá vão eles, Jacob, Emma, a ave e todas outras crianças dessa fenda em busca de respostas e a cura. Mas é claro que muitas aventuras vão atrasar um pouco a viagem deles.

Um detalhe que me chamou atenção é que a narrativa nesse livro não muda em relação ao primeiro, pelo contrário, só melhora. Ransom me surpreendeu bastante e entrou para a lista dos meus autores favoritos. Nesse livro também há imagens dos peculiares, que vieram de colecionadores e amigos do autor que enriquecem ainda mais a história. Hoje mesmo comecei a ler outro livro e senti falta de uma foto ou ilustração que me remetesse à história. Não que isso a limite, não, porque como sempre, a gente consegue imaginar, mas que faz falta, faz.

“Remamos até os braços doerem e os ombros travarem. Remamos até acabar a brisa da manhã, o sol parecer brilhar através de uma lente de aumento e o suor se acumular no pescoço. Só então percebi que ninguém tinha se lembrado de trazer água e que o filtro solar dos anos 1940 era a sombra.” – página 20 (Cidade dos Etéreos)

cidade-dos-etereos-1Enfim, outro detalhe que quero falar aqui é do capricho da editora Intrínseca. O primeiro livro foi publicado pela Leya, mas não deixou a desejar, mas com toda certeza o segundo e o terceiro lançados pela Intrínseca surpreendem. A arte, as páginas ilustradas, enfim, surpreendente o capricho que tiveram.

Bom, voltando a falar da história, no meio da história toda, surge uma faísca entre Emma e Jacob (desculpem o trocadilho, já que a peculiaridade da Emma é o fogo). E não é algo forçado, mas sim uma coisa natural. Mas a parceria dos dois para defender as crianças e sua ymbrynes é realmente inspiradora. Mesmo eles uma das meninas mais fortes que conheço – a Bronwyn -, e o menino invisível, Millard, são os dois que defendem e lutam pelo grupo. E quando Jacob consegue descobrir que sua peculiaridade é mais do que apenas sentir e ver os etéreos, as coisas começam a ficar ainda mais interessantes e emocionantes.

E é isso. Essa é a busca deles em torno do segundo livro, a busca por respostas e pela cura de sua ave. Eles acabam em Londres e é a partir daí que começa o terceiro livro: Biblioteca de Almas.

Não posso dar o spoiler que movimenta muito o fim da história de Cidade dos Etéreos e inicia o livro Biblioteca de Almas. Mas o que posso falar é que a história continua do mesmo ponto onde paramos no segundo livro. E é tudo ainda mais emocionante, tem mais ação, mais perigos, o que me fez consumir o livro rapidamente, porque ao mesmo tempo em que você não quer que o livro o acabe você quer saber o que acontece, certo? É bem esse sentimento enquanto lia o terceiro livro.

Nesse livro conheceremos o Caul, o irmão mau da senhorita Peregrine, o líder dos acólitos, que vai aterrorizar a vida dos peculiares com um plano maligno em que sua principal arma para dominar o mundo tem Jacob como peça principal para concluí-lo.

E entre tudo isso há o conflito de Jacob entre sua vida peculiar, e sua vida real, com seus pais aterrorizados pelo seu sumiço. Mas isso não influencia na busca porque ele se tornou parte daquela família e ele vai até o fim para salvar seus amigos e as ymbrynes. Ao lado de Emma, ele se aprofunda em seus poderes e isso, para mim, foi muito enriquecedor para a história.

De pé.
Eu não disse isso, sequer pensei, na verdade. Foi mais como fazer, só que não fui eu quem fez. Foram eles, onze etéreos, todos ficaram de pé à minha frente em sincronia perfeita.” – página 293 (Biblioteca de Almas)

E você pode estar se perguntando: no fim, acaba tudo bem? Claro que não darei esse spoiler, mas posso confiar a vocês que mesmo quando a história parece acabar, ela não acabou, não pelo menos até você ler até a última página desse livro sensacional. Ransom Riggs me surpreendeu muito. É preciso muita criatividade para desenvolver um livro como esse e a única coisa que posso dizer sobre Riggs é que ele é genial!

Para não me prolongar mais, minha sugestão é: compre os livros e os leia logo! Vai valer muito a pena, tenho certeza. E depois compre os Contos Peculiares, um livro com alguns contos sobre o mundo peculiar, que também podem ser encontrados em ambos os livros e que ajuda muito na caminhada desses peculiares. Para finalizar, repito o que disse na resenha do primeiro livro: Dá até vontade de entrar na história e, digamos assim, encontrar uma fenda dessas, só pra poder ver de perto todo esse mundo tão diferente e tão peculiar…

Fichas técnicas

Cidade dos Etéreos

Autor: Ransom Riggs

Editora: Intrínseca

Ano: 2015

384 páginas

Biblioteca de Almas

Autor: Ransom Riggs

Editora: Intrínseca

Ano: 2016

416 páginas

Advertisements

One thought on “Resenha: Cidade dos Etéreos & Biblioteca de Almas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s